“Confissões de uma Garota Excluída”: está aí o novo filme adolescente da Netflix


“Confissões de uma Garota Excluída”: está aí o novo filme adolescente da Netflix

Thalita Rebouças é uma das autoras brasileiras que mais livros vendem. A escritora de 46 anos já terá vendido cerca de 2,3 milhões de cópias desde que iniciou a sua carreira literária em 1999. Várias das suas histórias, todas viradas para o público adolescente, já foram adaptadas ao cinema. 

É o caso de “Fala Sério, Mãe!”“Tudo por um Pop Star” ou “Ela Disse, Ele Disse”. No caso de “Pai em Dobro”, o processo foi oposto: Rebouças escreveu o guião do filme, e depois adaptou-o para o editar em livro.

A 22 de setembro chegouchega à Netflix “Confissões de uma Garota Excluída”. Trata-se de mais uma adaptação de uma história criada por Thalita Rebouças, desta vez dirigida por Bruno Garotti, com quem já tinha trabalhado em “Tudo por um Pop Star”. Klara Castanho é a atriz principal, ao interpretar Tetê. 

Esta é a história de uma miúda de 16 anos que sofre bullying na escola e está a atravessar uma fase difícil na vida. Os pais acabam de ficar desempregados e a família vai ter de abandonar a zona nobre da Barra da Tijuca para um bairro mais popular junto de Copacabana, onde vivem os avós de Tetê. 

Assim, a protagonista vai ter de se mudar para uma nova escola. Ela vai tentar não sofrer outra vez de bullying e talvez até conseguir fazer amigos e começar a ter uma vida social. Além de todos os problemas que tem na escola, onde é vista como nerd, em casa a vida também não é fácil para Tetê.

A mãe e a avó estão constantemente a chateá-la e a chamar a sua atenção por diversos motivos: ou porque tem buço, ou porque não tem namorado, ou porque tem poucos amigos, ou porque sofre de suores noturnos.

“Confissões de uma Garota Excluída” aborda os problemas comuns da adolescência, e também alguns problemas específicos de Tetê, mas fá-lo — como em todas as histórias de Thalita Rebouças — com uma leveza e boa-disposição característica.

“Não sei escrever sem fazer graças, então todos os meus livros, se não tiverem graça, não são uma história minha. Por mais dramática que seja a história, vai sempre ter um tom bem humorado”, disse Thalita Rebouças ao jornal brasileiro “Correio”.

Ao longo da carreira, o realizador Bruno Garotti tem-se dedicado sobretudo a filmes com jovens. “Falar de jovens é um campo amplo e admiro diferentes cineastas que falam dessa época da vida, em que enfrentamos muitos desafios pela primeira vez, sem ter muitas perspetivas”, disse à mesma publicação.

Apesar de se falar de adolescência e bullying, houve uma preocupação para não se cair em clichés. Klara Castanho, atriz de 22 anos, explica que houve algum cuidado para que a sua personagem não se tornasse no estereótipo de nerd. “Claro que ela tem os óculos, por exemplo, que são característicos. Mas acrescentámos a ideia de que ela passa muito tempo a ler e a estudar e isso desgasta a visão dela. Estas coisas servem para lhe dar veracidade”, disse ao “Correio”.  

O elenco inclui ainda nomes como Júlia Rabello, Stepan Nercessian, Lucca Picon, Marcus Bessa, Alcemar Vieira, Kiria Malheiros, Rosane Gofman, Júlia Gomes, Fernanda Concon, Caio Cabral e Gabriel Lima, entre outros.