7 em 10 crianças não ingerem fruta e legumes nas doses recomendadas


26 May

Uma dieta alimentar equilibrada é a receita para uma vida saudável, assim como para uma boa visão. No entanto, vários estudos apontam para que uma percentagem significativa de crianças não ingira diariamente as doses recomendadas de fruta e legumes.

Recentemente, uma pesquisa realizada por investigadores da Associação Portuguesa Contra a Obesidade Infantil (APCOI) e do Instituto de Saúde Ambiental (ISAMB) da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa (FMUL), realizada junto de 12.764 alunos no ano lectivo 2017/2018, 74,9% das crianças - ou seja 7 em 10 - entre os 2 e os 10 anos não cumpre a recomendação internacional da Organização Mundial da Saúde (OMS) para uma ingestão mínima diária de cinco porções de fruta e legumes, o que é preocupante.

Por esta razão, especialistas oftalmológicos da Ópticas Conselheiros da Visão alertam agora para os benefícios de certos nutrientes para a visão. Por exemplo, a vitamina C ajuda a prevenir o aparecimento de cataratas. Esta vitamina está presente em vários frutos como a laranja, kiwi, morango, groselha, papaia e manga.

Os vegetais de folha verde-escura e os pimentos são igualmente bons para a saúde ocular, ajudando a diminuir a degeneração macular provocada pela idade, assim como a vitamina A, que faz parte de outros alimentos como cenoura, abóbora, tomate ou espinafres.

Peixe, amêndoas, azeite ou óleo de linhaça são ricos em ómega que é um excelente lubrificante ocular. O manjericão e os orégãos possuem luteína, que ajuda a manter os vasos sanguíneos do olho saudáveis. Os ovos, de galinha ou codorniz, de preferência cozidos, são também uma boa fonte de vitamina A.