Instituto de Apoio à Criança - Estudos em Curso


04 May

O Instituto de Apoio à Criança, face à situação de pandemia que vivemos na atualidade, iniciou dois estudos de investigação. Pretende-se, desta forma, aferir de que forma estao as crianças, os jovens e as famílias a lidar com o isolamento social.
Este conhecimento mais detalhado da situação, permite-nos adaptar as práticas e sensibilizar para um maior apoio em determinados contextos.
Assim, precisamos de chegar a mais crianças, jovens e famílias. Conheça os detalhes de cada um dos estudos em curso, participe e partilhe nas suas redes! 

O que pensam e o que sentem as famílias em isolamento social

As famílias e as crianças estão a enfrentar uma situação nunca antes vivida, que traz vários desafios e alterações ao funcionamento familiar.

- Que recursos têm as crianças e as famílias para lidar com esta crise?

- Que recursos usam para manter a sua saúde mental?

Viver em epidemia pode causar trauma. Algumas crianças ficam com medo, têm manifestações físicas devido à preocupação, exibem sinais de angústia ou podem não mostrar qualquer sentimento e mostrarem-se indiferentes. É fundamental que o ambiente familiar seja afetuoso, estável e o menos ansiogénico possível.

Responder a este questionário pode ajudar os pais (ou outros cuidadores) a identificarem sinais de ansiedade nos filhos e assim poderem ajudar.

Para isso encontrarão alguns recursos on-line, no final do questionário, que poderão ajudar, bem como os contactos da linha SOS-Criança.

As Crianças e os Jovens em Isolamento Social

O momento que vivemos é atípico e sabemos das dificuldades que todos estão a passar.

Neste sentido, o Instituto de Apoio à Criança (IAC) e a UNICID da Escola Superior de Educação - Instituto Politécnico de Coimbra (ESE-IPC), em parceria com o Estrelas & Ouriços, promovem uma pesquisa, usando um questionário destinado às crianças e aos jovens entre os 7 e os 17 anos, com o objetivo de conhecer como estão estes a viver o período de isolamento social.

Devido à pandemia Covid-19, com o encerramento das escolas e o dever de confinamento, aumentou o perigo a que muitas crianças podem estar sujeitas, principalmente as que se inserem em contextos familiares mais frágeis e que podem estar em risco de sofrer de abusos e violência.

Para além disso, as notícias preocupantes sobre o Covid-19 têm gerado nas crianças sentimentos de ansiedade, inquietação e insegurança, com os quais têm dificuldade em lidar.

O apoio psicológico e em emergência dos técnicos da Linha SOS Criança do IAC é imprescindível e nunca foi tão necessário como hoje. Por isso, alargámos o horário de atendimento da Linha das 9h às 21h e criámos mais meios de receção de apelos, tendo, para além da linha telefónica e do chat online, mais 3 linhas WhatsApp em ação.

Desde o início deste ano já recebemos mais de 400 apelos e, só no passado mês de Março, recebemos mais do dobro de apelos do que em Março de 2019!

Faça um donativo para apoiar o trabalho da Linha SOS Criança, seleccionando o Instituto de Apoio à Criança na opção Ser Solidário no MBWay, em Transferências - Ser Solidário no MULTIBANCO, ou através da angariação de fundos em curso na nossa página de facebook.

Ajude-nos a continuar do outro lado da linha e a prestar o apoio psicológico e de emergência que as crianças precisam neste período tão difícil!

Obrigado por nos ajudar a defender os Direitos da Criança!