MyJourney, a app de apoio para quem não realizou o sonho de ter um filho


13 Nov

Ajudar pessoas que não conseguiram realizar o desejo de ter filhos é o principal objetivo da aplicação MyJourney, desenvolvida pelo Cardiff University Fertility Studies Group, em colaboração com a Associação Portuguesa de Fertilidade (APFertilidade) e a Fertility Network UK, e que será apresentada na próxima terça-feira, 17 de novembro, pelas 18h00, numa sessão online, com transmissão em direto na página de Facebook da APFertilidade.

Ana Galhardo, psicóloga e investigadora envolvida no desenvolvimento da app, explica que “a MyJourney é um programa de autoajuda, interativo e gratuito, baseado nas Terapias Cognitivo-Comportamentais Contextuais, que disponibiliza, passo a passo, apoio para a promoção da adaptação psicológica de pessoas que não concretizaram o seu desejo de ter filhos”. 

Segundo a professora do Instituto Superior Miguel Torga e investigadora do CINEICC, “do nosso conhecimento, e não só em Portugal, não existe um programa de acompanhamento psicológico especificamente desenhado para estas pessoas, pelo que a disponibilização de uma ajuda deste tipo nos pareceu vir preencher uma necessidade real”. 

Apesar de, “nesta circunstância de vida dolorosa e difícil, cada um fazer a sua ‘viagem’, a ajuda psicológica pode permitir a estas pessoas atenuar a dor e o sofrimento e ajudá-las a desenvolver uma relação diferente com este aspeto das suas vidas”, explica, acrescentando que “pode também encurtar o período de adaptação”. 

Por isso, Ana Galhardo acredita que a app pode ser uma ferramenta para um primeiro passo na procura de ajuda ou para quem se sente menos à vontade para procurá-la de forma presencial. Contudo, a psicóloga realça que a “MyJourney não realiza o diagnóstico nem o tratamento de uma condição clínica ou problema de saúde mental, recomendando que as pessoas que considerarem necessitar de um outro tipo de ajuda o façam junto de um profissional e disponibilizando alguns contactos úteis neste âmbito”. 

Numa primeira fase, a utilização da aplicação será possível no âmbito de um estudo de viabilidade, que “tem o intuito de saber como é que as pessoas utilizam a MyJourney e o efeito que esta tem no seu bem-estar.” 

Na sessão online de apresentação, moderada por Joana Freira, da direção da APFertilidade, e que conta com a participação de Pedro Xavier, Presidente da Sociedade Portuguesa de Medicina da Reprodução, Ana Galhardo e Sofia Gameiro, psicóloga e investigadora da Universidade de Cardiff, darão a conhecer esta app ao pormenor e vão falar sobre as dificuldades que as pessoas nesta situação enfrentam a nível pessoal e social.