O poder das boas ações


17 Feb

Hoje comemora-se o Dia dos Atos Espontâneos de Bondade, que, desde 1995, tem o objetivo de espalhar positividade e fazer do mundo um lugar melhor para todos. Adaptando a famosa frase, podemos dizer que o lema deste dia é "Faz o bem que queres ver no mundo". 

Os Atos Espontâneos de Bondade passam pelos mais variados gestos: desde cumprimentar o motorista do autocarro a levar doces para os colegas de escritório ou a ouvir o desabafo de alguém que está a ter um mau dia, estes gestos, embora pequenos, podem subir drasticamente o ânimo de alguém.

Afinal, somos seres sociais e não há nada melhor do que sentir-nos cuidados - exceto, talvez, cuidar dos outros.

Demasiado frequentemente subestimamos o poder de um toque, um sorriso, uma palavra amiga, um ouvinte, um elogio sincero ou o mais pequeno acto de cuidado, todos eles com o potencial de mudar uma vida.

- Leo Buscaglia, Autor e Orador Motivacional 

Os Efeitos Químicos das Boas Ações

Ser gentil torna o mundo mais colorido, faz bem à saúde e é contagiante. Quantas vezes uma boa ação nos deixa inspirados e despoleta em nós inúmeros outros atos de gentileza para com os outros, para com o mundo ou mesmo em relação a nós próprios?

Isto acontece porque o ato de fazer algo bom por alguém provoca uma sensação de bem estar. Esta sensação é maior ainda do que aquela que sentimos quando alguém tem um gesto gentil para connosco e, por este motivo, somos levados a repetir as boas ações.

Uma boa forma de explicar às abobrinhas é sublinhando a ideia de que a gentileza gera gentileza, um pouco como as sementes geram flores que geram novas sementes. Quando fazemos uma boa ação por alguém, estamos a plantar uma semente de gentileza no coração dessa pessoa. Assim, cresce uma flor gentil dentro da pessoa, que vai produzir uma nova semente - uma nova boa ação, que vai ser plantada no coração de mais alguém.


Boas ações das quais devemos fazer um hábito

As boas ações vêm em todas as formas, tamanhos e feitios. A forma como decidimos espalhar a gentileza pelo mundo está ao nosso critério - só importa fazê-lo com o coração. Estas são algumas dicas de gestos que podemos incorporar no nosso dia a dia para que ele seja mais colorido:

  • Cumprimentar, sempre. Os amigos, os professores, os lojistas e até os desconhecidos. Um "bom tarde", um "como está?" ou um "tenha um bom dia!" fazem toda a diferença e podem ter um impacto gigante no dia de alguém.
  • Ajudar. Quer seja o amigo que tem dificuldades com os trabalhos de casa, a avó que não sabe utilizar o computador, o vizinho que carrega as compras pesadas para casa ou o sem abrigo que pede algo para comer. É importante sentir que alguém se preocupa o suficiente para nos estender a mão.
  • Ouvir. As boas ações nem sempre têm uma forma ativa: muitas vezes são passivas, como o ato de ouvir alguém que precisa de desabafar. Ao oferecermos a nossa compreensão, estamos a transmitir às pessoas que elas são importantes e merecem ser ouvidas.
  • Elogiar. Quantas vezes pensamos algo positivo sobre alguém e não o comunicamos, por vergonha? Se é sincero, devemos sempre manifestar! Quer seja a camisa bonita do pai, a nota da abobrinha na mini ficha de Matemática ou a incrível capacidade do colega para cantar música pimba, o reforço positivo tem impactos importantíssimos na nossa saúde e auto estima.
  • Oferecer. Melhor do que comer uma bolacha, é oferecer metade à irmã e ver o sorriso dela por querermos partilhar a nossa felicidade. Fazemo-la sentir amada, importante e feliz - quem não fica feliz com bolachas?
  • Perdoar. Muitas vezes, ser gentil passa por nos colocarmos no lugar do outro, entender que não errou por mal, e perdoar. Trata-se de um ato importante não só para a relação com os outros como para o nosso crescimento enquanto pessoas.
  • Sorrir. Claro que não temos de estar sempre a sorrir, nem de sorrir para toda a gente. Mas às vezes, quando cruzamos o olhar com alguém, um simples sorriso torna o dia deles mais agradável. Afinal, também os sorrisos são contagiantes.