Recomendações para a escolha e utilização da mochila do seu filho


22 Sep

As crianças em idade escolar estão numa fase de crescimento e é nesta fase que a maioria dos problemas posturais aparecem. Usar, repetidamente, uma mochila com peso excessivo numa idade precoce é um fator determinante para as doenças musculoesqueléticas, diz a DGS e a Sociedade Portuguesa de Patologia da Coluna Vertebral (SPPCV).
Numa altura em que temos de fazer “check” na lista de material escolar, há algumas dicas que convém conhecer para saber escolher o tamanho e o peso que se põe lá dentro:

  • A mochila deve ter alças largas (4 a 5 cm de largura), almofadadas e ajustáveis. Cinto ajustável na cintura para distribuir bem o peso. Costas almofadadas, que devem ficar encostadas o máximo possível às costas da criança.
  • Depois de colocada, o tamanho não deve ultrapassar a largura das costas, a parte superior deve ficar imediatamente abaixo do pescoço e a parte inferior ao nível da cintura. A mochila não deve ser carregada num só ombro!
  • As mochilas com rodinhas ajudam quando as crianças têm de percorrer longas distâncias a pé, e em superfícies regulares e planas, mas é preciso ter atenção à pega do trolley quando esticada, pois deve permitir ser puxada sem a criança se dobrar (a angulação do braço ao puxar a mochila não deve exceder os 30º).
  • Na altura de arrumar os livros, o material escolar mais pesado deve ficar junto à coluna.
  • O peso da mochila carregada com o material, não deve ultrapassar 10% do peso corporal (por ex.: se a criança pesar 30kg, o peso da mochila não deve ultrapassar os 3kg).

Fonte: comregras.com