Conselhos de Sustentabilidade


06 Mar
06Mar

A pandemia do COVID 19 está a parar o Mundo e irá inevitavelmente contribuir para repensarmos os nossos comportamentos e até que ponto conseguimos mudar alguns hábitos na nossa vida.


8 DICAS SUSTENTÁVEIS PARA PROTEGER O AMBIENTE

É possível continuar a proteger o ambiente estando sempre dentro de casa? A resposta é afirmativa e neste artigo explicamos-lhe como.

Ficar em casa é a frase que está na ordem do dia. Os pais a fazer teletrabalho, as crianças a estudar e a brincar. Isto implica mais refeições e por isso, mais tempo na cozinha. Todos consomem mais, os sacos de lixo multiplicam-se, as máquinas de roupa e loiça triplicam… E o resultado é, claro, uma maior quantidade de resíduos urbanos e um aumento do gasto de eletricidade, gás e água.

Mas então, será que é possível continuarmos a proteger o ambiente mesmo estando fechados em casa? Claro que sim! Dê uma vista de olhos nesta lista de dicas sustentáveis que pode considerar no período de quarentena:

Dica nº1 Sabia que cada vez que abre a torneira gasta entre 6 a 12 litros de água por minuto? Nesta fase em que é muito importante que lavemos as mãos várias vezes por dia, podemos ter mais atenção em fechar a torneira cada vez que desinfetamos ou ensaboamos as mãos. O mesmo acontece quando estamos a tomar banho.

Dica nº2 Podemos também ganhar o hábito de aproveitar a água que utilizamos para a lavagem de alimentos para regar as plantas, evitando o desperdício.

Dica nº3 Costuma lembrar-se de desligar os equipamentos que não estão a ser utilizados e as luzes dos espaços que não estão a ser ocupados? Tentar aproveitar a tarifa bi-horária para as lavagens de roupa e da loiça também pode ser uma boa solução para poupar na carteira e no ambiente.

Dica nº4 Mais tempo em casa, vai significar inevitavelmente uma maior produção de lixo. Podemos contribuir para a sua reciclagem colocando-os nos ecopontos corretos. É uma ótima altura para ensinar as crianças a reciclar!

Dica nº5 Estando a maior parte dos estabelecimentos encerrados, as compras a granel poderão ficar limitadas e é natural que tenhamos de recorrer a embalados. É importante evitar adquirir grandes quantidades de produtos, nomeadamente aqueles que são perecíveis, para evitar passar o prazo dos alimentos e o desperdício alimentar.

Dica nº6 Podemos reutilizar as embalagens dos produtos que compramos para, por um lado, guardar outros alimentos e por outro, fazer trabalhos manuais e projetos com as crianças.

Dica nº7 É muito importante tentarmos comprar apenas aquilo que é necessário, se possível optando pelas compras online e por produtos de origem nacional.

Dica nº8 O ideal é verificarmos o prazo de validade de todos os alimentos que compramos, evitando ultrapassá-los.  Podemos usar a nossa vertente mais criativa para arranjarmos maneiras de reutilizar as sobras alimentares para confecionar novas receitas.

Ficamos em casa, mas continuamos grandes amigos do ambiente!

Fonte: ECO 


6 DICAS PARA NÃO DESPERDIÇAR ALIMENTOS

O desperdício alimentar é uma realidade que precisamos de combater, hoje, a pensar nas gerações futuras. É um problema de todos, que tem um grande impacto ambiental e que deve ser travado em todas as frentes, começando dentro da sua casa.

Sabia que em Portugal se desperdiça o equivalente a 50 mil refeições por dia, no que diz respeito à perda e ao desperdício alimentar? E que cerca de 14% da alimentação do mundo se perde entre o produtor e o distribuidor, e, mais ainda, depois de chegar às prateleiras dos supermercados?

Os números são gritantes e não podemos ficar indiferentes, é tempo de dizer não ao desperdício e unir forças para combater as perdas alimentares que também prejudicam o nosso meio ambiente.

Podemos fazer a diferença no nosso dia a dia!

Sugerimos seis medidas, que podem ser adotadas nas nossas rotinas diárias, de modo a proteger a nossa saúde e a do nosso planeta. Quantos mais se juntarem a esta causa, maior será o efeito positivo.

1. Planeie as refeições e elabore uma lista de compras antes de ir ao supermercado

Deixar-se levar pela sua imaginação pode ser muito útil em alguns casos, e até mesmo no que diz respeito à culinária e dentro da sua cozinha, mas fora dela, e antes de pegar nos tachos e nas panelas, é de extrema importância que planeie as suas compras e as suas refeições para evitar o desperdício alimentar. Inclua apenas aquilo que realmente precisa, esqueça a ideia de que vai comprar para não faltar e depois ficar apenas na despensa a ocupar um espaço essencial.

2. Consulte os prazos de validade dos produtos e escolha os de prazo mais alargado

Se comprar os produtos que têm um prazo de validade mais longo, toda a família tem mais tempo para consumir e evita deitar os alimentos passados de prazo para o lixo, em apenas alguns dias ou semanas, porque não verificou as datas de validade. Mais tempo, mais alimentos, mais oportunidades e variedades no prato. Ah! Atenção, se vai aproveitar para fazer uma limpeza à sua despensa, tome nota dos produtos que estão quase a passar do prazo e utilize-os o mais rapidamente possível de uma forma original.

3. Comece por utilizar os legumes e as frutas mais maduras

Deixe os legumes e as frutas mais verdes para depois, já que têm um tempo mais longo de vida, enquanto os mais maduros podem estar prestes a estragar-se. Não deixe que isso aconteça. Consuma ou confecione os alimentos mais maduros e vai ver que evitará de os deitar fora. Aproveite também as frutas mais amolecidas para preparar um batido de fruta cozida/assada.

4. Utilize as sobras de peixe ou carne

Faça um belo empadão ou uma salada com os restos de peixe e de carne e ajude a reduzir o uso de recursos e emissões de gases de efeito de estufa e a pegada hídrica na produção de alimentos de origem animal. Não se esqueça de congelar estes alimentos para que durem mais.

5. Aproveite as sobras de hortícolas para confecionar sopas

O que resultaria em desperdício alimentar, pode tornar-se num delicioso manjar: uma sopa ou um esparregado podem ser refeições reconfortantes para toda a família e o planeta agradece. Utilize a água da cozedura dos legumes para completar a sopa ou o cozido.

6. Cozinhe apenas as quantidades necessárias para o número de pessoas

Se cozinhar a mais, com a ideia de que pode chegar mais alguém, pode ser um erro e um ato de desperdício alimentar, porque se a comida não terminar, provavelmente ficará no frigorifico durante algum tempo, até ir para o lixo. Por isso, cozinhe apenas para as pessoas que irão consumir a refeição.

Pequenos gestos, grandes mudanças. Divirta-se, sem desperdícios!  


5 HÁBITOS QUE VIERAM PARA FICAR COM A PANDEMIA

A pandemia pôs o mundo de pernas para o ar num instante e, passado um ano, continua a moldar as nossas vidas. Entre confinamentos, máscaras e desinfetantes muitos foram os hábitos que tivemos de adquirir - alguns deles vieram para ficar (ou deviam).

O ser humano é feito de hábitos, costumes e crenças e, depois de um ano a cumprir certas rotinas religiosamente, algumas delas ficarão, decerto, para sempre como práticas enraizadas. Não é uma má notícia! Nos exemplos abaixo, encontra alguns destes novos hábitos que devem ser mantidos para a vida – com ou sem covid-19.  

1. Lavar as mãos regularmente

Lavar e desinfetar as mãos é um dos hábitos mais importantes para evitar a contaminação pela covid-19, mas este é um costume que devemos manter sempre. Mãos limpas, em qualquer circunstância, evitam a propagação de outros vírus e bactérias. A sua saúde agradece.

2. A máscara é precisa quando estiver doente

Antes da pandemia, eram raras as vezes que se via alguém de máscara, mas a verdade é que o uso de máscaras, no caso de doenças respiratórias, é um hábito que deve ser adotado para o bem de todos. Mesmo uma gripe comum é contagiosa e até fatal para algumas pessoas. Por isso, mesmo sem covid-19, no futuro, use máscara quando estiver doente.

3. Trabalhar e estudar remotamente

A pandemia veio mostrar que muitos trabalhos podem ser feitos a partir de casa (ou qualquer outro lugar) sem comprometer a produtividade ou o conforto dos trabalhadores. Além disso, veio dar mais qualidade de vida a muitas pessoas que passavam horas por dia no trânsito ou nos transportes. O mesmo se aplica a algumas formas de ensino como cursos e workshops. 

4. Higienizar os produtos do supermercado

Com ou sem vírus, os produtos dispostos no supermercado são tocados e expostos por várias pessoas. Limpar as embalagens com água e sabão ou desinfetante deve tornar-se um hábito por uma questão de saúde. A limpeza dos produtos elimina vírus e bactérias, mas também pó e outras impurezas que se acumulam nas embalagens. 

5. Apreciar todos os momentos

Este é um hábito que não deve ser esquecido nunca. Com a distância criada pela pandemia, muitos de nós passaram a dar mais valor às visitas da família, ao convívio entre colegas e aos jantares de amigos. Este distanciamento veio valorizar ainda mais os momentos especiais partilhados com as pessoas que fazem parte da nossa vida.