Corkeen, solução inovadora, ecológica e sustentável para os pisos de espaços de jogo, lazer e recreio, chega ao Parque Natural de Monsanto


25 Mar
25Mar

A Corkeen, empresa detida pela Corticeira Amorim, o maior grupo de transformação de cortiça do mundo, em estreita parceria com a Câmara Municipal de Lisboa e a FL Gaspar, entidade responsável pela implementação do projeto, acaba de inaugurar no Parque Florestal de Monsanto o primeiro recinto em Portugal que utiliza o sistema Corkeen, uma solução revolucionária de superfícies amortecedoras de impacto para espaços de jogo, lazer e recreio. Produzido com cortiça, uma matéria-prima 100% natural, reciclável e renovável, o inovador piso Corkeen alia credenciais de segurança, acessibilidade e sustentabilidade, combinando harmoniosamente os conceitos Comunidade, Natureza e Planeta. A instalação do sistema Corkeen, associada à reformulação ecológica do Parque Infantil do Centro de Interpretação do Monsanto, integra o programa Lisboa Capital Verde Europeia 2020.

Desenvolvido de acordo com os princípios da economia circular, o sistema Corkeen resulta do pleno aproveitamento de desperdícios da indústria da cortiça, a energia para a sua produção provém do uso de biomassa (pó de cortiça) e no final do ciclo de vida todos os materiais serão reutilizáveis. O Corkeen é leve, inodoro e hipoalergénico. Instalado in situ como um sistema de duas camadas (uma camada base de absorção de impacto e uma camada superior à prova de desgaste), o que permite preservar as suas caraterísticas únicas mesmo após anos de utilização, a superfície Corkeen possui uma excelente capacidade de drenagem, consegue baixar a temperatura da superfície em mais de 20% quando comparado com outras soluções sintéticas, e oferece um desempenho técnico de última geração em concordância com rigorosas normas de segurança (EN1176 e EN1177). À prova de intempéries, de fácil manutenção e imputrescível, ignífugo e elástico, o sistema Corkeen reduz igualmente a propagação de microplásticos.

Na verdade, a cortiça é completamente livre de contaminação de todos os tipos de produtos químicos (metais pesados, EDC, T-COV, formaldeídes ou HAPs). Cumulativamente, e sempre beneficiando das singularidades ímpares dessa matéria-prima irreplicável, o sistema Corkeen é ecológico. Contribuindo dessa forma para a diminuição das emissões de CO2 na atmosfera, combatendo as aceleradas alterações climáticas e promovendo um Planeta mais verde, saudável e sustentável.

O Presidente e CEO da Corticeira Amorim, António Rios Amorim, sublinha essas “propriedades inigualáveis da cortiça que conferem ao Corkeen um conjunto de mais-valias exclusivas no mercado dos parques infantis. As crianças podem andar descalças à vontade, o impacto das suas normais quedas é absorvido, e estão livres da irradiação de quaisquer substâncias nocivas para a saúde. Paralelamente – remata – o Corkeen melhora a qualidade de vida nos espaços públicos, nos centros urbanos e nas cidades”. 

Câmara Municipal de Lisboa

Depois de vários projetos concretizados no norte da Europa, nomeadamente na Suécia e na Noruega, o sistema Corkeen chega, então, ao Parque Infantil do Centro de Interpretação do Monsanto. Também conhecido por Espaço Monsanto, e criado em 1996 para gestão das atividades de manutenção, recreio e lazer na maior área verde de Lisboa, possui aproximadamente 90 metros quadrados. A reformulação passou pela substituição do piso em placas SBR pelo sistema Corkeen, pela manutenção da vedação em madeira existente e pela instalação de equipamentos em madeira oriunda de explorações florestais europeias com gestão sustentável.

O projeto surge integrado no âmbito da atribuição a Lisboa do galardão de Capital Verde Europeia 2020. A distinção, a primeira concedida a uma capital do Sul da Europa, resulta da avaliação de um conjunto de especialistas internacionais sobre 12 indicadores que visavam avaliar a sustentabilidade da capital portuguesa. Anunciada em 2018 pelo Comissário Europeu do Ambiente, Assuntos Marítimos e Pescas, Karmenu Vella, a insígnia é o reconhecimento do trabalho que Lisboa tem vindo a desenvolver na última década no sentido de tornar-se uma cidade mais ecofriendly.

José Sá Fernandes, Vereador do Ambiente, Estrutura Verde, Clima e Energia da Câmara Municipal de Lisboa, reconhece “o valor inestimável desta inovação da Corticeira Amorim na construção de uma cidade mais sustentável, que deve ser replicada em projetos futuros”.

Brand Master Corkeen

O projeto deste parque infantil foi desenvolvido e implementado pela empresa FL Gaspar, Brand Master Corkeen em Portugal. Ou seja, é o representante exclusivo em Portugal deste sistema. Um parceiro de reconhecida experiência na instalação de espaços de jogo, lazer e recreio, amplo conhecedor do mercado, da sua evolução e das novas tendências, e possuidor de know-how técnico, capacidade comercial e multidisciplinariedade criativa.

Fernando Gaspar – CEO da FL Gaspar – destaca que “a qualidade de vida numa cidade ambientalmente consciente passa pela oferta inovadora de espaços de recreio de qualidade e proximidade, diluídos na malha urbana. Nestes, é particularmente importante manter a acessibilidade universal e menores exigências de manutenção. Com o piso Corkeen, agora podemos aliar isso à economia circular, ao conforto debaixo do sol do Sul da Europa, com recurso a uma matéria-prima natural, eminentemente nacional e que enche Portugal de orgulho.”

Certificada para ministrar formação do sistema Corkeen a outros instaladores localizados no seu território geográfico, a FL Gaspar aposta nas soluções inclusivas como rumo de futuro para as suas Paisagens Recreativas. A FL Gaspar já levou a cabo mais de 2000 intervenções em espaços dispersos por diferentes países e, com o sistema Corkeen, vai perseguir a visão de se consolidar enquanto líder no desenvolvimento e implementação de soluções para a qualidade de vida nas cidades, através de intervenções sustentáveis, artísticas e recreativas.