Dia do Pai: como futuros pais podem acompanhar o crescimento do bebé desde a gravidez


18 Mar
18Mar

BabyLoop apresenta cinco dicas para os futuros papás criarem ligação com os filhos desde o período da gravidez 

Normalmente, a gravidez é maioritariamente associada à mulher, dadas as mudanças físicas e o contacto mais próximo com o bebé que os nove meses de gestação lhe proporcionam. No entanto, também os futuros pais têm dúvidas e medo de não conseguirem desempenhar o seu novo papel. Com o Dia do Pai à porta, a BabyLoop, plataforma online de compra e venda de artigos de puericultura, lançada por Carolina Patrocínio em parceria com a startup The Loop Co., apresenta cinco dicas para futuros papás cultivarem, desde o início, a relação com o bebé, que tão importante será no seu crescimento saudável e feliz.

Eis as cinco dicas:

  1. Privilegiar a informação – no período da gravidez, não são só as mães que têm de ler o máximo sobre a fase pela qual estão a passar. Também o futuro pai deve procurar informar-se sobre este novo mundo, de forma a perceber todas as alterações físicas e psicológicas que a gravidez irá provocar na mulher, para que consiga estar ao lado dela e compreender melhor todas as mudanças;
  2. Acompanhar a evolução da criança, ainda que dentro da barriga da mãe – aprender como o bebé se vai desenvolvendo ao longo dos nove meses é um trabalho essencial para que o futuro pai se vá mentalizando para a nova função que o espera. Neste sentido, para que viva todos os passos da gravidez e a sinta também “sua”, pode acompanhar a futura mãe às consultas e aos exames, experienciar com ela os momentos marcantes, como a primeira vez que sentem o bebé a mexer por exemplo, e prepararem, juntos, a chegada do novo membro da família;
  3. Presença no dia do parto – a presença do pai é uma parte muito importante num dia aguardado pelos pais durante tantos meses. Além da decisão de estar ou não presente durante o parto, o futuro pai deverá estar presente no antes e depois do momento do nascimento da criança, de forma a apoiar a futura mãe e a sentir todo o processo. Neste dia, é normal o homem ficar demasiado ansioso, impressionado ou até não se sentir bem, pelo que não deve sentir-se culpado se não conseguir assistir ao parto em si;
  4. Reinventar a rotina no período do pós-parto – depois da chegada do novo membro da família, a vida não será igual ao que era antes. Por isso mesmo, o segredo está em adaptar os hábitos que tinham anteriormente. Nesta fase, a mãe estará muito envolvida na sua nova função e na prestação de cuidados ao bebé que é importante que o pai tenha um papel ativo, repartindo as tarefas, apoiando e tranquilizando a recém mamã. Quanto maior for a sua participação, melhor será a relação que estabelecerá com o bebé;
  5. Estar atento a possíveis sintomas de depressão pós-parto – ao contrário do que se possa pensar, não acontece só com as mulheres. De acordo com um estudo publicado em 2010, cerca de 10% dos homens sofriam de depressão nos meses a seguir ao nascimento do bebé. Sendo assim, é importante estar atento aos sintomas (tristeza, ansiedade, raiva e irritabilidade), de forma a perceber se e quando precisa de procurar apoio especializado para ultrapassar esta fase menos boa.

Para celebrar o Dia do Pai com todos os recém e futuros papás, a BabyLoop, por cada compra na plataforma, irá oferecer um dominó infantil, de forma a celebrar a relação inquebrável entre pai e filho. Este dominó irá acompanhado por uma mensagem especial para comemorar o dia e nunca esquecer que pais e filhos são peças inseparáveis.