Joana Cruz e Carla Andrino associam-se a campanha que apoia sobreviventes do cancro da mama


07 Oct
07Oct

Joana Cruz e Carla Andrino são as embaixadoras escolhidas para dar a cara pela nova campanha de sensibilização da Sociedade Portuguesa de Senologia (SPS), com o mote “Viver depois do cancro da mama”, que decorre ao longo do mês de outubro, mês para a sensibilização do cancro de mama.

Em conjunto com as embaixadoras, sobreviventes do cancro da mama, a iniciativa tem como missão apoiar as sobreviventes da doença, abordar os cuidados a ter depois de ultrapassado o tratamento com intenção curativa ou mesmo durante o tratamento, assim como partilhar informação útil e relevante sobre como reaprender a viver depois deste diagnóstico. 

Através do testemunho contado na primeira pessoa, Joana Cruz e Carla Andrino vão publicar nas redes sociais diversos conteúdos que pretendem mostrar como lidaram com a doença, como reaprenderam a viver depois do cancro, que cuidados adotaram, ao mesmo tempo que deixam uma mensagem de força e esperança para todas as sobreviventes do cancro da mama.  

Sempre fui uma pessoa que valoriza a vida, o bem-estar, a família e todas as coisas que, à primeira vista, podem parecer pequenas, mas que são de grande valor. Agora, mais do nunca, valorizo todos os momentos e todas conquistas. É bastante importante sensibilizar para esta questão porque há, de facto, muitas mulheres a passar pela mesma situação que passei. E, por isso, faço questão de me manter ligada às iniciativas de sensibilização para o cancro da mama e mostrar que é possível sobreviver à doença”, explica Joana Cruz, locutora de rádio e embaixadora da ação promovida pela SPS. 

Os vários conteúdos e iniciativas realizadas no âmbito desta ação vão estar agregados nesta nova plataforma, dirigida em especial aos sobreviventes, às suas famílias e cuidadores, mas também às associações de doentes, a comunidade médica e ao público em geral. Este site estará organizado por diversas seções informativas, entre elas destaque para uma seção dedicada a um conjunto de dicas e cuidados que as sobreviventes de cancro da mama devem ter, nomeadamente no que diz respeito a quatro pilares fundamentais: nutrição, sexualidade, exercício físico e relaxamento. Haverá ainda uma outra secção em que qualquer utilizador poderá enviar uma mensagem de força e de apoio a estes sobreviventes. 

“Nunca me passou pela cabeça, nem pelo coração, desistir e perder esta batalha. Durante todo o processo de luta, nunca perdi tempo a questionar-me porque tinha isto de acontecer, apenas foquei toda a minha energia em combater o cancro. Hoje estou grata à vida, adotei um estilo de vida mais saudável e comecei a cuidar mais de mim. Escolhi viver de forma intensa e apaixonada e acredito que é desta forma que todos devemos encarar a vida”, refere Carla Andrino, atriz e embaixadora da campanha. 

A par da campanha, irá também realizar-se um webinar, com o tema “Viver depois do cancro da mama”, no dia 26 de outubro, às 18h30, e que conta com a participação da Dra. Gabriela Sousa, Vice-Presidente da SPS, profissionais de diferentes áreas em debate (nutrição, exercício físico, sexualidade e relaxamento), uma das embaixadoras da campanha, uma sobrevivente do cancro da mama e um familiar de uma sobrevivente. A sessão está integrada no pré-programa do Congresso Nacional de Senologia (CNS), que se realizada dia 29 e 30 de outubro, em formato híbrido, com o tema “Cancro da Mama no novo milénio: Ciência e Decisão”.