07 Dec
07Dec
  • Phenix chegou a Portugal em 2016 com programa de conversão de excedentes de grandes superfícies comerciais em doações a IPSSs;          
  • Atualmente, intervém em mais de 350 lojas de retalho, que incluem as várias insígnias Continente, da Sonae MC, beneficiando mais de 1 000 instituições; 
  • Em 5 anos, o número de refeições salvas ascende aos 18 milhões, tendo sido evitada a emissão de mais de 21 milhões de toneladas de CO2 para a atmosfera.

A Phenix, uma das marcas líderes no combate ao desperdício na Europa, assinala o 5.º aniversário da sua entrada no mercado português. A start-up iniciou a sua atividade em Portugal há cinco anos com um programa de conversão de excedentes de grandes superfícies comerciais em doações a instituições particulares de solidariedade social, que apoiam indivíduos e famílias em situação de carência.

Desde 2016, através deste serviço, a Phenix já salvou mais de 18 milhões de refeições, evitando que mais de 21 milhões de toneladas de CO2 fossem emitidas para a atmosfera. Para além de alimentos e refeições, a marca atua no combate ao desperdício de produtos não alimentares, tendo evitado, até agora, que mais de 1 472 toneladas de bens nesta categoria, nomeadamente têxteis (onde a taxa de sucesso se aproxima de 100%), artigos para casa e para decoração (81%), detergentes (57%), entre outros, acabassem no lixo.

Maria Alice Campos, da Refood Braga, uma das instituições que recebe o apoio da Phenix, explica que “Através da nossa parceria com a Phenix, conseguimos manter as portas abertas e, hoje, ajudamos 197 adultos e 56 crianças a terem uma alimentação de qualidade com comida que, por quebras de fluxo, iria parar ao lixo. O trabalho da Phenix, ao dar apoio à circularidade da economia, é fundamental. Diríamos mesmo que imprescindível”. 

Ao abrigo do programa de conversão de excedentes, a Phenix faz uma auditoria inicial aos seus clientes, aferindo o nível de desperdício; presta formação contínua na triagem, separação e acondicionamento dos excedentes; e estabelece a ponte com uma rede de instituições parceiras, para que sejam recetoras dos mesmos. Hoje, intervém em mais de 350 lojas de grande retalho, que incluem as insígnias Continente, Modelo Continente e Continente Bom Dia, da Sonae MC, beneficiando mais de 1 000 instituições parceiras.

Pedro Lago, Diretor de Inovação e Sustentabilidade na Sonae MC, partilha que “A Phenix ajudou-nos a triplicar em 4 anos o montante dos alimentos doados. Com a ajuda da Phenix, a Sonae MC evitou em 2020 o desperdício de cerca de 30 milhões de euros de alimentos, resgatando mais de 33 000toneladas de CO2”.

Realçando a importância de soluções como a Phenix para a sustentabilidade dos negócios, Ana Paula Magalhães, responsável pela Responsabilidade Social da Sonae MC e Missão Continente, acrescenta que “A Phenix tem sido um parceiro essencial para conseguirmos fazer a nossa parte e tem-nos permitido fazer a mais eficiente gestão deste processo que envolve milhares de pessoas – entre colaboradores, voluntários e beneficiários -,fomentando uma verdadeira economia circular e um espírito de entre ajuda à escala nacional”.

Em paralelo com o programa de doações, em 2019, a Phenix expandiu a sua atividade, com o lançamento da Phenix app, uma aplicação anti-desperdício que permite que a comunidade adquira alimentos e refeições excedentes de estabelecimentos comerciais de todas as dimensões, por um preço reduzido. Ao fim de dois anos, são já cerca de 1 200 os estabelecimentos parceiros que disponibilizam os seus produtos na aplicação, atualmente com uma base de utilizadores na ordem dos 200 000, em Portugal.

Frederico Venâncio, Diretor-Geral da Phenix Portugal, faz um balanço muito positivo, concluindo que “Cinco anos de Phenix em Portugal são o resultado de um trabalho conjunto extraordinário. Principalmente com o nosso programa de doações, conseguimos transformar o que se ia tornarem desperdício em valores essenciais: dignidade, humanidade e solidariedade. Tal como o trabalho da Phenix foi e continua a ser fundamental para que o excedente de uma grande superfície comercial chegue até uma família carenciada, também a confiança da nossa rede de parceiros em nós o é. Foi um caminho trilhado com base na entreajuda e é esta economia circular que queremos continuar a fomentar, à medida que fazemos crescer a comunidade Phenix”.

Em Portugal, a Phenix atua em todos os distritos do continente com o seu programa de conversão de excedentes em doações. A aplicação anti-desperdício está disponível nas regiões da Grande Lisboa e Grande Porto, Braga e Aveiro, com planos para se expandir a outras cidades do país já noinício de 2022.