Como proteger o seu filho desde o primeiro dia?


11 Jan
11Jan

A Zurich apresenta neste início de ano 7 dicas para que todos os pais e mães possam assegurar a proteção plena dos seus filhos e filhas a partir do momento do seu nascimento.

Um novo ano já começou e, com ele, um conjunto de planos e desejos que cada pessoa espera cumprir nos próximos 12 meses. Para algumas famílias, a esses planos junta-se a chegada especial de um novo elemento. Mas à alegria pelo nascimento de um filho ou filha junta-se também o sentido de responsabilidade, pois é aos pais que cabe proteger e cuidar dos seus filhos desde o primeiro dia de vida, assegurando o seu bem-estar e segurança.

A verdade é que o período de maternidade e paternidade traz inúmeros receios e dúvidas – sobretudo quando se trata do primeiro filho – pois, afinal de contas, cuidar dos filhos não segue nenhum manual de instruções e cada criança tem personalidade, necessidades e exigências únicas.

Para contribuir para a harmonia das famílias, a Zurich preparou um conjunto de sete dicas que as futuras e recém-mamãs e papás podem seguir para garantir a proteção dos seus filhos e filhas desde o dia do nascimento.

7 dicas para cuidar do seu filho desde o nascimento

  1. Tenha a saúde do seu filho como prioridade número 1. Comece por selecionar um médico de família e/ou pediatra de confiança, atencioso, empático e disponível para o apoiar durante a infância do seu filho. Após a primeira consulta – que deve ser agendada até aos 28 dias de vida – seguir-se-ão várias consultas de rotina para acompanhar o crescimento e desenvolvimento da criança, esclarecer dúvidas e prevenir problemas de saúde. Importa levar sempre consigo o Boletim de Saúde Infantil e Juvenil, bem como o Boletim de Vacinas - nestes documentos poderá consultar o calendário das consultas a marcar, bem como a lista de vacinas que fazem parte do Programa Nacional de Vacinação.
  2. Aposte numa alimentação equilibrada. Durante os primeiros seis meses de vida, é indicado que o bebé se alimente do leite materno. Graças à sua capacidade de se alterar de acordo com as necessidades específicas de cada bebé, este superalimento permite diminuir a probabilidade da criança vir a desenvolver doenças como otites, pneumonias ou asma. Passado este período, recomenda-se que comece a introduzir gradualmente sopas, fruta e papas na ementa do seu filho. Já a partir do primeiro ano de idade, a alimentação da criança começa a ser semelhante à da restante família, e é nesta altura que se torna fundamental definir hábitos de alimentação saudável, desde logo comer frutas e legumes com regularidade, evitar alimentos açucarados e/ou com muita gordura, e motivar a ingestão de água. É importante ter em conta que a alimentação materna durante a gravidez, o período de amamentação e a alimentação da criança durante a infância têm uma forte influência na morbilidade e mortalidade durante a idade adulta.
  3. Promova hábitos de vida ativa. Tal como a alimentação, a atividade física é essencial para a saúde e bem-estar das crianças, sendo este um hábito que deve começar cedo. A escolha do desporto a praticar pelas crianças deve ser feita de acordo com a idade, desenvolvimento, personalidade e, claro, interesse. A natação, por exemplo, é uma ótima opção e pode ser praticada desde o primeiro ano de vida. A ginástica e a dança também podem ser consideradas numa fase pré-escolar.
  4. Adapte a sua casa ao seu filho. Apesar de a nossa casa ser um dos espaços onde nos sentimos mais seguros, a verdade é que o risco de acidentes entre quatro paredes existe, mas pode ser evitado com pequenos cuidados. Comece por proteger os cantos, retire os tapetes (ou fixe-os ao chão) e preste atenção a objetos como sacos, telemóveis, controlos remotos e chaves. Quando o seu filho começar a gatinhar, tape todas as tomadas elétricas e guarde produtos como detergentes ou medicamentos em locais fora do seu alcance. Mais do que isso, o importante a manter a criança sempre vigiada e nunca a deixar sozinha, mesmo que por breves instantes.
  5. Previna os riscos, mesmo fora de casa. Sempre que precisar de sair de casa com o seu filho, seja para um passeio ou por outros motivos, não se esqueça de o proteger do frio, calor intenso, chuva ou vento, bem como de evitar permanecer em ambientes com muitas pessoas, demasiado ruído e fumo de tabaco – prejudicial para a saúde da criança. Para além disso, tenha atenção às regras para transportar o seu filho com segurança no carro: até aos 12 anos, ou caso tenha altura inferior a 1,35 metros, a criança deve viajar numa cadeira homologada, instalada de preferência nos lugares traseiros, podendo viajar no lugar do passageiro à frente apenas em duas ocasiões - com idade inferior a três anos, sempre com a cadeira homologada colocada ao contrário do sentido da marcha do automóvel e com o sistema de airbag frontal desativado; ou com idade superior a três anos, quando os lugares traseiros não têm cintos de segurança.
  6. Proteja os seus filhos também na Internet. Caso queira publicar fotos com os seus filhos, evite partilhar aquelas em que seja fácil identificar os locais que a criança frequenta e limite o acesso a essas imagens apenas aos familiares e amigos mais próximos. Já quando a criança crescer e começar a utilizar smartphones ou computadores, imponha limites ao tempo de utilização e recorra a ferramentas de controlo parental para garantir que são conteúdos adequados à sua idade. Complementarmente a estas medidas, converse regularmente com o seu filho para lhe explicar quais os hábitos que deve adotar quando utiliza a Internet.
  7. Contratualize um seguro para uma proteção extra. Garantir o bem-estar das crianças é ainda pensar na sua proteção financeira perante riscos inesperados, tais como acidentes. Nestes casos, poderá optar por um contratualizar um seguro concebido para prevenir os riscos mais comuns a que está sujeito o seu filho desde os 0 aos 18 anos, ou até um seguro que permite proteger toda a família numa única apólice.

Assegurando o bem-estar e proteção dos seus filhos e filhas nestas diferentes dimensões pode ficar mais descansado: está preparado para elevar a fasquia nessa missão fundamental de cuidar dos filhos em pleno, com todo o amor.