Josefinas organiza recolha solidária de livros e jogos didáticos


30 Mar
30Mar

A Josefinas quer rechear as estantes de uma escola que está a ser construída na Guiné-Bissau e, para isso, conta com o apoio dos portugueses. A marca de calçado está a promover uma recolha solidária de livros, jogos pedagógicos e manuais escolares (novos ou em bom estado) que serão, depois, entregues à Fundação Npili.

Até 30 de Abril, todas as pessoas interessadas em participar podem deixar o seu contributo na sede da Josefinas, em Braga, ou enviar os livros e jogos pelo correio para: Josefinas Portugal, Rua de São Domingos, 182, 4710-435 Braga. 

Todos os materiais recolhidos serão enviados durante o mês de Maio para a fundação parceira, cuja missão é oferecer educação de qualidade a meninas e mulheres em situações precárias. «Acreditamos que a educação é a base da mudança e que uma menina que vai à escola será uma mulher mais forte e independente», comenta Carolina Nelas, responsável pela Comunicação da Josefinas.

Segundo a responsável, o desafio foi lançado à comunidade mas também às editoras e depressa obtiveram respostas positivas: «O povo português é extremamente solidário e generoso, pelo que estamos confiantes de que, todos juntos, vamos fazer a diferença nas vidas destas meninas e mulheres.»

O Grupo Presença, a LeYa, a Pato Lógico, a Livros Horizonte, a Plátano Editora, a Bruaá, a Planeta de Livros, a Gradiva e outras editoras nacionais (que preferiram optar pelo anonimato) já aderiram à recolha solidária.