Lidl lança primeira coleção de ténis feita a partir de plástico reciclado


17 Jul

O Lidl estreia-se no calçado casual e desportivo com uma coleção de ténis totalmente fabricada a partir de plástico reciclado, recolhido em praias e zonas costeiras, a Ocean Feet.

Por forma a proteger os oceanos e a evitar que o lixo entre no mar, o plástico utilizado nesta coleção é recolhido nas praias, ilhas e zonas costeiras. Disponível, a partir de 31 de agosto, para toda a família – para criança, a 14,99 euros, e para adulto, a 16,99 euros – nas cores rosa, cinzento e preto, cada modelo é produzido com aproximadamente 11 a 16 garrafas de plástico.

Para um maior conforto, o exterior é feito em malha respirável e a palmilha com espuma de memória, adaptando-se perfeitamente ao pé.

Cuidar do planeta

O Lidl procura diariamente integrar as melhores práticas de sustentabilidade ao longo da sua cadeia de valor. A redução do impacto ambiental, a rastreabilidade das matérias-primas, o cumprimento das condições de trabalho socialmente aceitáveis e a sustentabilidade do ecossistema são alguns dos seus objetivos principais, a par da sensibilização da sociedade para temas fulcrais.

Exemplo disso é o projeto TransforMAR, que vai este ano para a sua terceira edição, em que os veraneantes são desafiados a colocarem os seus resíduos plásticos e de metal num depósito próprio, com o compromisso de os transformar num benefício direto para a comunidade, evitando que o seu destino seja o mar.

A marca oferece também produtos certificados em colaboração com organizações externas, tais como, Fairtrade, UTZ, Bio, MSC ou Rainforest Alliance, e, paralelamente, tem assumido vários compromissos sustentáveis, tendo sido pioneira em alguns deles. Em 2018, assumiu o compromisso de reduzir o consumo de plástico nas embalagens de marca própria em 20%, até 2025, e de integrar o máximo de plástico reciclável em 100% das embalagens de marca própria. Desde agosto de 2018, descontinuou a venda de plásticos descartáveis, evitando a entrada no sistema de 12,5 milhões de copos e de cinco milhões de pratos anualmente. Foi a primeira cadeia do retalho a abolir a venda de sacos de plástico para transporte de compras em todas as lojas a nível nacional, o que representa menos 25 milhões de sacos de plástico por ano.