Os Mosqueteiros transforma votos de boas festas em donativos


04 Dec
04Dec

Desejar um Natal feliz pode ser mais do que uma mensagem simpática. Pode mesmo ser um gesto solidário, caso esse desejo seja expressado através do site votosfelizes.pt, que pelo terceiro consecutivo fica online pelas mãos do Grupo Os Mosqueteiros.

A dona das marcas Intermarché, Bricomarché e Roady seleccionou um conjunto de 12 instituições de solidariedade social que irão beneficiar dos votos de boas festas dos portugueses. Como? Basta aceder à plataforma online do grupo, seleccionar a instituição desejada e votar. 

Cada pessoa pode votar todos os dias e, por cada voto, o Grupo Os Mosqueteiros compromete-se a entregar dois euros à instituição escolhida, sendo que o montante disponível para distribuir ascende a 162 mil euros. Além de um donativo monetário, cada voto representa um cartão de boas festas que pode ser partilhado nas redes sociais, de forma a incentivar outras pessoas a participar.

Segundo Jorge Magalhães, administrador do Grupo os Mosqueteiros, é importante não esquecer os valores subjacentes a esta quadra festiva, apesar de o cenário ser de incerteza devido à pandemia. «É essencial não se perder a capacidade de nos emocionarmos, para melhor podermos sentir a necessidade de quem precisa e, nesse sentido, mais nos envolvermos para mais podermos apoiar. O objectivo passa exatamente por desenvolver uma rede abrangente e solidária, para ajudar aqueles cujo trabalho tem um real impacto na sociedade no que à ajuda aos outros diz respeito», adianta o responsável em comunicado.

Os portugueses podem enviar votar até 20 de Dezembro nas seguintes instituições: Banco de Bens Doados, Fundação Santa Rafaela Maria, Santa Casa Misericórdia de Boliqueime, Centro Social Paroquial de Larinho, Ajudaris, Associação Baptista Shalom, Obra Social & Cultural Silvia Cardoso, Associação de Solidariedade Social de S. Tiago de Fraião, Associação Centro de Convívio e Recreio do Outeiro da Cortiçada, Associação de Solidariedade Social Alvorada na Serra, Associação de Solidariedade Social “Renascer de Bombel” e Casa do Povo de Vilarinho dos Freires.