Estes casacos já foram garrafas de água


08 Oct
08Oct

Depois de terem sido garrafas de plástico, diversas embalagens e até chapéus de chuva, a reciclagem fez destes resíduos casacos para a chuva e para o inverno. À procura de um novo agasalho para a estação que aí vem?  A RECICLA recomenda-lhe duas marcas para escolher o seu novo impermeável. 

Impermeáveis felizes e reciclados

Se ainda lhe restavam dúvidas sobre para que serve colocar as embalagens nos ecopontos aqui fica mais uma razão.  

A Insane the rain produz impermeáveis para a chuva ecológicos e divertidos, os chamados “happy jackets”.

Estima-se que o plástico deixado no mar provoque a morte a mais de cem mil mamíferos marinhos e um milhão de aves marinhas por ano. Preocupada com o impacto dos plásticos nos oceanos, a marca recolhe resíduos e transforma-os num tecido plástico forte, durável e, a melhor parte, reciclável também.

Com padrões alegres e divertidos, a Insane the rain produz casacos descontraídos com o chamado RPET, isto é, polietileno tereftalato reciclado. Para produzir cada impermeável são utilizadas entre 17 a 23 garrafas de plástico.

Mais do que produzir casacos com materiais reciclados, os cuidados adotados estendem-se da produção ao transporte. Estes impermeáveis são produzidos em pequenas quantidades, de forma justa e com cuidados sociais. Quer durante o fabrico, quer, posteriormente no transporte, a marca não utiliza plástico virgem em nenhum dos processos incluindo nas cadeias de distribuição.

Pode encomendar no site oficial da marca


De chapéu de chuva a casacos para a chuva

Sabe o que pode acontecer ao chapéu de chuva se em vez de ir para o lixo comum seguir para um ponto de recolha? Pode transformar-se num impermeável!

Através da reciclagem, a R-Coat transforma-os em casacos amigos do ambiente com cores e padrões únicos. 

Se tiver chapéus de chuva estragados, encontre a loja ou o espaço de recolha mais perto de si. Há 30 locais espalhados pelo país.

Já lá vão quatro anos desde que o projeto começou a recolher chapéus de chuva estragados. Primeiro em Lisboa, depois em Sintra e hoje um pouco por todo o país existem pontos de recolha para reaproveitar este resíduo. O projeto ganhou forma e hoje é uma marca que inaugurou há pouco tempo a sua loja online, onde já é possível escolher e adquirir não só casacos, como panamás impermeáveis.