23 Dec
23Dec

Com mais de 18 mil visitantes, chegou ao fim a primeira edição do Mercado de Natal EDP Planeta Zero & Pinheiro Bombeiro, que teve como objetivo oferecer alternativas sustentáveis para as compras de Natal dos portugueses.

De produtos biológicos a roupa e bens em segunda mão, 13 parceiros do Planeta Zero promoveram a economia circular, a redução do desperdício e a segunda vida de bens e objetos. 

E, para potenciar a eficiência energética das casas, foram dadas aos visitantes mais de 500 lâmpadas sustentáveis.

Iniciado a 19 de Novembro, este mercado promoveu, ao longo de cinco fins-de-semana, 45 workshops de práticas sustentáveis, com dicas e soluções para um Natal com menos impacto no ambiente – como fazer a própria horta, embrulhos de natal sustentáveis ou até o próprio sabão, entre outros –, nos quais participaram mais de 1200 pessoas.

Os visitantes foram também desafiados a entregar ao Pai Natal brinquedos em segunda mão que já não utilizassem, para poderem ter uma nova vida com outra família, sem serem desperdiçados. Depois da troca de centenas de brinquedos durante o mercado, os mais de 200 brinquedos que sobraram vão agora ser doados a quatro IPSS de várias zonas do País – Ajuda de Mãe, Associação Sol, Fundação Bonfim e Cerci Braga.

Além disso, de acordo com o projeto Pinheiro Bombeiro, esta foi a edição com o maior número de árvores alugadas. À semelhança de anos anteriores, o aluguer do Pinheiro Bombeiro teve um custo de 20 euros e, por cada pinheiro alugado online ou fisicamente no Mercado de Natal, cinco euros revertiam para a compra de material profissional para apoiar os Bombeiros Voluntários Portugueses.