27 Dec
27Dec

Os padrões do sono não ficam de fora das inúmeras alterações que o corpo da mulher sofre durante a gestação. De uma forma geral, o sono tende a intensificar-se durante o primeiro trimestre da gravidez, que vai depois sendo substituído por uma maior dificuldade em adormecer.


Durante o primeiro trimestre são muitas as grávidas que se queixam de mais sono do que é habitual. Curiosamente, esta acaba também por ser a fase em que a grávida deverá ter mais facilidade em adormecer e descansar. Saiba que ceder a esta vontade extraordinária de dormir pode ser saudável para si e para o seu bebé.

Se a ansiedade for um obstáculo às noites de sono reparador, deve procurar ajuda médica especializada para a apoiar da melhor forma durante esta e as restantes etapas da gestação.

A partir do segundo trimestre, é normal que o excesso de sonolência vá sendo substituído por uma crescente dificuldade em dormir. O crescimento da barriga e os movimentos do bebé começam a causar algum impacto no descanso. Por outro lado, é também nesta fase que algumas gestantes começam a sentir o “síndrome das pernas inquietas”. Para garantir o seu melhor descanso:

  • Procure dormir de lado para favorecer o seu conforto e o do bebé;
  • Pratique alguns exercícios físicos leves e adequados às suas capacidades, durante o dia;
  • Relaxe através de um banho de água morna, da leitura de um livro ou ouvindo música com um ritmo sauve;
  • Evite os líquidos e/ou diuréticos cerca de 2h antes de se deitar, para evitara idas noturnas à casa de banho.

Assista à masterclass digital gratuita “Sono, ansiedade e stress na gravidez” no próximo dia 5 de janeiro, no Facebook das Farmácias Holon, e saiba mais sobre este tema.

Um texto de: Ana Sofia Ramos – Farmacêutica Holon (Perfil Linkedin)