lado a lado


lado a lado

Juro que vi
Eram vinte ou trinta fadas
Todas juntas
De mãos dadas
Numa cantiga de roda
Como se fosse uma onda
De terra como marés
E a lua a espreitar
Com pena por não ter pés
Para ir também dançar
Fez-se cheia, tão redonda
Fez-se redonda, tão cheia
Que começou a entornar
Pela noite que era escura
O seu choro de tristeza
A que chamamos luar
E que deixa a luz acesa
Para as fadas ver dançar…

ilustração de Asako Eguchi

lado.a.lado