lado a lado


lado a lado

Veio contar-me um passarinho
Ao meu ouvido, baixinho
Que as flores põem perfume
Depois do duche de orvalho
E à volta do pescoço um fio de fina luz
Com gotinhas de cristal
Sobre os ombros um agasalho
E que o vento, para as ver,
Corre por um atalho
Sobe às árvores e salta as escadas
Sobe à torre do castelo e faz cair as espadas
De tão forte e tão intenso
E as flores, despenteadas,
Davam tudo por um lenço…

ilustração de Claudia Tramblay

lado.a.lado