lado a lado


lado a lado

Não deixo que me virem a cabeça
Nem que me atirem areia para os olhos
A areia é para eu fazer castelos
À beira-mar
E quanto à cabeça virada
Quase a tocar o chão
É uma questão apenas de posição
O meu coração não tem estação
Só o baloiço anda ao sabor do vento
Eu sei qual a minha direção.

ilustração em livemaster.ru

lado.a.lado