lado a lado


lado a lado

Se eu soubesse, teria deixado que me despenteasses mais vezes com as tuas mãos pequeninas de então. Se eu soubesse, teria dormido mais vezes contigo e teria respirado mais o teu perfume doce para que nunca se desvanecesse. Se eu soubesse, ah, se eu soubesse, teria deixado mais vezes pelo chão as coisas que podiam ter ficado por fazer. Se eu soubesse, meu amor, nunca teria deixado para depois o nascer do sol. Nunca teria dito Agora não. Nunca teria deixado que o tempo das coisas importantes fosse menos importante. Se eu soubesse, não teria sido impaciente. Se eu soubesse. Mas eu não sabia. Não sabia que há um tempo em que não se sabe. Não sabia que os sorrisos que ficam nas fotografias não se mexem. Não sabia que as noites mal dormidas eram a vontade de ficar acordada agora a olhar para ti. Se eu soubesse. 

ilustração de Katie Berggren

lado.a.lado

lado.a.lado