«O livro das boas-noites»


«O livro das boas-noites»
Vamos dar as boas noites
Que são horas de ir para a cama,
a Lua lavou os dentes
e já vestiu o pijama
Tem as pálpebras pesadas,
abre os braços ao soninho,
traz estrelas pela mão
para não dormires sozinho
E as boas noites, 
a quem as vamos dar 
quando é tempo 
de dormir e de sonhar?
Às fadas boas da noite
que guardam o nosso sono,
sentinelas sem fadiga, 
seja inverno ou outono,
e que usam as varinhas
para nos iluminar
sempre que um pesadelo
nos quer vir assustar


José Jorge Letria. 
In. O livro das boas-noites. 
Ilustração de Mimi