«O Principezinho»


«O Principezinho»
As pessoas grandes gostam de números. Quando vocês lhes falam de um amigo novo, as suas perguntas nunca vão ao essencial.
Nunca vos perguntam: "Como é a voz dele? De que brincadeiras é que ele gosta mais? Ele faz colecção de borboletas?"
Mas: "Que idade é que ele tem? Quantos irmãos tem? Quanto é que ele pesa? Quanto ganha o pai dele?"
Só assim é que pensam ficar a conhecê-lo.
Se vocês disserem às pessoas grandes: "Hoje vi uma casa muito bonita de tijolos cor-de-rosa, com gerânios nas janelas e pombas no telhado... ", as pessoas grandes não a conseguem imaginar.
É preciso dizer-lhes: "Hoje vi uma casa que custou vinte mil contos."
Então, já são capazes de exclamar: "Mas que linda casa!"

Antoine de Saint-Exupéry, in 𝘖 𝘗𝘳𝘪𝘯𝘤𝘪𝘱𝘦𝘻𝘪𝘯𝘩𝘰
il. Patrice Barton
by: Biblioteca Municipal de Beja - José Saramago