VOU TE Contar


VOU TE Contar
Eu sempre me acolhi nos momentos em que eu mais precisei de mim.
Me permiti chorar quando tive vontade, me permiti sorrir por uma bobagem qualquer e não deixei de acreditar na vida, nos sonhos, nas pessoas (porque existem sim, pessoas boas, capazes de dividir conosco o melhor que alguém pode ter).
Eu me deixei levar pelas miudezas dos dias, feito criança peralta que adentra a casa quando o sol se põe, porque o tempo é urgente demais pra deixar de viver o que realmente importa...
-Eunice Ramos